Amamentação e freios orais

Um freio oral é uma parte normal da anatomia oral, mas alguns bebés têm inserções anormais, ou são demasiados curtos o que restringe os movimentos musculares normais da musculatura oral. Os freios mais proeminentes existentes da cavidade oral são o freio labial superior e o freio lingual. Por vezes estes freios impedem o normal movimento do lábio e/ou língua. O “tongue tie”ou anquiloglossia e “lip tie” podem complicar muito a amamentação quer para a mãe e/ou para o bebé. A indicação para tratamento depende da presença dos seguintes sintomas e sinais e não exclusivamente da anatomia oral presente.

Os sintomas do bebé podem incluir:

• Freio de pequenas dimensões

• Muito barulho a mamar

• Mamadas mais prolongadas e frequentes do que o normal

• Bebé cansa-se e adormece durante a amamentação

• Sons estilo clicar

• Arrotar com muita frequência

• Sintomas de refluxo gástrico

• Derramamento de leite ao mamar

• Baixo ganho de peso

Os sintomas da mãe podem incluir:

• Mamilos comprimidos

• Dor materna

• Trauma mamilar

• Transferência incompleta de leite para o bebé, resultando em ingurgitamento e/ou mastite

• Baixo suprimento de leite

A maioria dos bebés deve ser capaz de mamar sem desconforto para a mãe em 10 a 15 minutos. Se um bebé sofrer de anquiloglossia ou tiver um freio labial superior que limite a mobilidade normal da boca pode demorar muito mais tempo a mamar, acabando por ficar cansado. Acabará por ter mamadas mais curtas e frequentes.

Se o freio labial superior estiver restringindo o lábio, a criança não será capaz de envolver com o lábio superior o mamilo da mãe confortavelmente. A boca do bebé apresenta uma forma mais oval do que redonda. Isso resulta num selamento inadequado do mamilo e pode levar à ingestão de ar e ao derramamento de leite. O resultado típico é que o bebé fica frustrado e cansado, muitas vezes cortando ou mordendo o mamilo, levando a trauma e a dor na mama da mãe.

A presença de um freio aparentemente de grandes dimensões sem queixas não é razão para se proceder a uma frenectomia em bebés. A indicação para o tratamento de uma criança tem por objetivo melhorar a amamentação ou com o biberon. É um procedimento cirúrgico eletivo que só deve ser feito se a mãe achar que os sintomas o justificam.

O caso que apresento é de um bebé com dois meses em que devido ao freio labial superior muito extenso apresentava dificuldades em mamar e a mãe tinha queixas de dor e apresentava fissuras no mamilo. O bebé quando amamentava mordia o mamilo à mãe. Após a frenectomia as queixas da mãe desapareceram por completo e o bebé passou a mamar normalmente.

A frenectomia foi realizada com um Laser de díodo. O procedimento é realizado rapidamente, normalmente em 10 segundos. Após a frenectomia é de importância fundamental prescrever exercícios durante umas 5 semanas.

​Bébé com dificuldades em amamentar devido
a freio muito desenvolvido

2021-07-30 17.30.35.jpg

Aspecto do freio após remoção com laser

2021-07-30 17.39.15.jpg
IMG_0776.JPG

Aspecto normalizado passado 3 meses